CONHEÇA UM POUCO DA HISTÓRIA DA PLENA ALIMENTOS

Para chegar na posição de destaque que ocupa hoje, tanto no cenário interno quanto externo, a empresa considerada referência no segmento frigorífico e de carne bovina, a Plena Alimentos, percorreu uma trajetória de determinação e vitória.

O início de tudo se deu no ano de 1983, quando os irmãos Claudio Ney e Marcos Antônio chegaram a capital.

A empresa, fundada por Claudio Ney, Marcos Antônio e Dênio, com o nome inicial de Frigonema, em 1990, passou por mudanças e transformações, não apenas no nome, que mudou para Plena Alimentos em 1997.

Com a evolução do mundo e da tecnologia, o Grupo Plena Alimentos se reinventou e se reinventa a cada momento, atuando sempre na ponta e liderando tendências.

Conheça um pouca da história da Plena Alimentos e entenda o motivo pelo qual, o sucesso se tornou uma constante na trajetória da marca.

Plena Alimentos: uma bonita história

A história da plena teve início há mais ou menos 28 anos, mais precisamente em São Gonçalo do Pará, no centro-oeste de Minas Gerais. O município era a morada da família Maia. Na época, a família tinha como sustento, um pequeno comércio, humilde, mas que permitia a todos, uma vida tranquila.

Os filhos vendiam doce na rua, para ajudar com as despesas. Doces, aliás, considerados como os melhores da região, o que resultava na certeza de boas vendas aos meninos, sempre incentivados pela mãe, Dona Marieta.

Outro tipo de comércio que chamava atenção naquela época, era o comercio de carnes. Os açougues vendiam que era uma beleza, fato que chamou a atenção dos garotos da família Maia.

Eles tiveram a atenção voltada aos açougues, quando um dos irmãos, o mais velho, chamado Geraldo e que saiu de casa quando tinha 15 anos, retornou para trabalhar em um açougue com um tio.

Os valores do trabalho sempre nortearam a família Maia, onde a matriarca deixou claro aos meninos, a importância e o valor da labuta.

Quando Geraldo retornou convidou os irmãos, Marquinhos , com 18 anos, e Ney, com 14, para ajudar.

Liberados pelo pai, mas contrariando a mãe, os 3 irmãos embarcaram na aventura do afogue, morando juntos em um quarto que ficava na pensão da Dona Glória.

No açougue liderado por Geraldo, conheceram Dênio, que também tirava seu sustento da venda de carnes.

Geraldo então resolveu partir para outros rumos. Os irmãos Marcos e Ney batizam o açougue de Frigonema (Frigo, de frigorífico – mais chique que açougue, – ne, de Ney e Ma de Marquinhos = Frigo-ne-ma!).

Dênio se junta a eles e temos o embrião daquilo que seria, posteriormente, um dos grandes Grupos Frigoríficos do país.

Para entender como continuou a história, acompanhe a linha do tempo a seguir:

  • 1989: Claudio Ney, Marcos Antônio e Dênio fundam a Frigonema;
  • 1991: Aquisição da planta em Pará de Minas, Minas Gerais;
  • 1997: Construção da nova sede em Contagem. Frigonema passa a se chamar Plena Alimentos;
  • 2001: Aquisição da planta em Paraíso do Tocantins, Tocantins;
  • 2005 : Passou a atender a demanda nacional e mercado de exportação. Adquiriu a planta de abate em Porangatu, Goiás;
  • 2012/2014: – Construção da fábrica de congelados; – Implementação de setor de logística de entrega; – Outros investimentos como: mão de obra, maquinário, ampliação da sede;
  • 2015: 25 anos de fundação da empresa;
  • 2016 : Habilitação na exportação para Arábia Saudita;
  • 2017:  Aquisição do confinamento, Grande Lago, em Jussara – GO.  Ampliação da Planta de Paraíso do Tocantins .Construção da Desossa. Habilitação na exportação para Líbano e Egito.

Como vimos, a trajetória da empresa é extremamente bem-sucedida, não é mesmo?

A empresa conta hoje, com cerca de 2 mil funcionários diretos , além de gerar mais de 5 mil empregos indiretos. Sua matriz está em São Paulo e possui plantas frigoríficas em Minas Gerais, Tocantins e Goiás. Sem contar com as três unidades industriais de beneficiamento de carnes e uma central de armazenagem e distribuição de produtos alimentícios.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>